28 de jan de 2011

Missaka, samba rock sonico!

 image by Neide Neidovski @ Trio Studio
























Não, Missaka não é uma nova vertente musical, mas é toda musica.
Missaka é comunicativa, sorridente e fica até obvio, pela foto acima, dizer que ela é linda.
Sua mistura vai além do comum, não é só uma "japonesa" que fala português é muito mais.
Mistura ritmos quando fala e quando canta.

Francine Missaka não nasceu em São Paulo mas faz muito sucesso por aqui, já tocou no Agobeat e tem um projeto musical super sólido de Samba Rock chamado Samba Sonics. Vale a pena conferir ao vivo, basta ir no Gracie Dio dia de domingo onde eles lotam a casa desde 2001.

Encantadora, tive o prazer de conhecer ela ontem no happy hour que rolou na Trio, que alias já esta virando tradição das quintas paulistanas. Surpresa super inusitada esse encontro. Desde dezembro do ano passado, depois de um show do Agobeat no Anexo, tento saber quem ela é. Agora eu sei e todos vocês tbm.

19 de jan de 2011

Oliver por um mundo mais belo.

 image by Daniela Lorenzetti @ Spot
























Ontem a noite, acompanhado pela Sofia Woolf (sim! Ela já protagonizou um dos nossos posts), fui ao Restaurante Spot para o aniversário dos gêmeos Renato e Ricardo Colpo. Já sabia de antemão que lá iria encontrar mais um efêmero, afinal a turma é boa.

Depois de "dar" um oi geral a todos fui logo engatando papo com o meu vizinho de mesa, o nome disse ele: "Oliver De Almeida Waqued".

Oliver não fala muito, assumi que ele é canceriano mas não perguntei. Criativo nato saiu do Brasil cedo para deixar a Europa (ou pelos menos as pessoas de lá) mais bonita. Explico: Oliver é Hair designer. Oliver é Top! Já trabalhou para Vougue, para a I-D e fez campanhas para Sony, Rolex, Dove . . . a lista não acaba.

A 12 anos vivendo do lado de lá do Atlântico passa as férias aqui no Brasil para visitar a família, rever amigos e com sorte saborear raios solares tropicais que as vezes são tão escassos na terra da Rainha Elisabeth. Dessa vez ele também foi convidado por um amigo a participar do Rio Fashion Week.

Contei para ele um pouco sobre a minha vida nômade, conversas paralelas se cruzaram na mesa e por fim o aniversário acabou. Eu com vontade de saber mais sobre o Oliver, suas criações e aventuras mundo a fora, pesquisei mais um pouco na internet. Encontrei mais um pouquinho de silêncio e fique confuso. Será esse o seu lado Inglês ou ele era mesmo canceriano?

Splash!

 Flavia Gouveia e Flávia Melon image by Marcela Melon @ Serafina
























Splash! Não era uma sereia em minha vida, mas um copo de vinho entornado na mesa ao lado que despejou suas gotas até a minha mesa, mas felizmente não até as minhas roupas….mas para a minha surpresa, ao lado, estava a simpatissíssima Flavia Gouveia, pedindo desculpas de uma forma tão natural e educada, que simplesmente tive que concordar que aquilo acontece com todos nós e nem havia o que desculpar, na verdade, mal sabia eu que iria mesmo agradecer pela ilustre trapalhada desta Goiana. Sim, ela é de Goiás.

Flavia goiana consegue ser mais extrovertida que a Flávia carioca que aqui vos escreve! Nossa, tenho que aprender com ela viu….tão extrovertida, que apesar de formada em Direito, a moça atuou por aqui, terrinha Paulistana em uma produtora de eventos, e lá na terrinha do Pequi como Promoter de boates (uma delas a Sedna, por exemplo) e ainda RP das festinhas dos amigos, que a reconheciam como tendo este dom nato!

Eu concordo com os amigos dela! Só pode ser nato, e olha, ela fala viu, fala bem, fala sobre tudo, não tem restrições quanto aos assuntos, de boates gays a cidades e pessoas, de planos e projetos a descrição do companheiro de mesa, um médico brasileiro que mora nos Estados Unidos…grande amigo, visita ao País, e Flavia, claro, ciceroneando…ela realmente leva jeito pra isso!

Ela agora terminou seu mestrado e está em busca de novos desafios profissionais…não imagino limites em seu caminho, desde de RP a Executiva, de Aeromoça a Restauranteur, a imagem é que ela pode tudo, por isso, sucesso Flavia! Torcemos por você! E a todos aqueles que se sentem tímidos ou intimidados, eu recomendo uma dose do que essa moça toma todos os dias, coragem!

17 de jan de 2011

Sofia, um sorriso que irradia.

 image by Flávia Melon @ Bar Squat
























Ex modelo, soteropolitana, carioca, paulistana, passou por Barcelona e Roma, olhos verdes que espalhou por todos esses cantos, de um charme incrível e um sorriso estonteante...sim, ela existe e estava na minha mesa no Squat esta madrugada.

Sinceramente, boa surpresa a que tive numa noite que parecia perdida, pós show da ídola Amy Winehouse numa performance sofrível....sim, nada está perdido quando estamos assim desapegados e desprovidos de grandes expectativas.

Atualmente Sofia Woolf, a moça dos predicados acima, dá suas caras diariamente para o labor numa galeria de arte em São Paulo e se diz apaixonada pelo Rio de Janeiro. Em meio aquela conversa de bar, aniversário de uma amiga, uma batata frita terrivelmente temperada que Sofia compartilhou, falamos sobre coisas picantes com outros amigos menos "recatados", pois sim ela, apesar de conversadeira e despachada, é recatada com alguns temas...lá na minha terrinha diríamos que é moça pra casar. E falando nisso, me comprometi a tentar "casar" ela com um grande amigo, e prometo manter todos informados das cenas deste próximo capítulo. Mas ao que tudo indica, este encontro com Sofia tem tudo pra deixar de ser efêmero e se tornar em mais uma daquelas historinhas de "nada acontece por acaso".

Desse encontro a moral é que sempre queremos tornar mais do que efêmeros nossos encontros com pessoas interessantes, sempre queremos ver uma história maior por trás das surpresas do cotidiano e procuramos insanamente achar uma ligacão entre todos os acontecimentos do nosso dia a dia, e sim, essa é uma mania de todos nós. Sejam efêmeros ou destinados, sinto que somos todos extremamente sortudos pela comunicação. Vamos trocar então!

15 de jan de 2011

Nilto para os íntimos...e olha que são muitos.

image by Flávia Melon @ Gorilaz Café
























Cheese salada, era essa a distância entre eu e o Nilto.... Mas nāo qualquer sanduba, O sanduba, aquele que nos tira do bairro do Paraíso para ir ao Perdizes numa sexta a noite matar um desejo. Mas quem nāo tem seu cantinho predileto, aquele com um tio bem bacana, uma carne suculenta, que te chamam pelo nome e te faz sentir em casa!?

E nessa de matar a vontade e toda a academia da semana acabamos conhecendo pessoas que tem suas histórias feitas a base de carne e pão, como o Nilton, ou "Nilto", como os clientes mais chegados, seu próprio boné e avental o chamam. E quando digo história amigos, é história mesmo, são 24 anos de cheese salada no caso deste nosso novo amigo da Hobby Hambúrguer...isso que chamo de persistência em matar vontades, academias, distâncias...

"Vim do Ceará com 5 anos de idade, meu avô já morava aqui, meu pai era irmão de um dos donos e cá tô eu". E cá to eu também, pensando em como a vida é efêmera, em como tudo se tornou tão descartável e "fast", em como desistimos assim num piscar de olhos das coisas, pessoas, projetos, amores, desamores, amigos, "gadgets", mídias sociais, jornais....a fidelidade cada dia se tornou mais uma utopia, estamos exigentes e superficiais ao mesmo tempo, curiosos e entediados, envolvidos e afastados e tudo que é agora amanhã já era, sim nesta era do agora dificil encontrar quem já estava aqui antes, nada é experiência, tudo é experimento e todos somos cobaias. Esse estado tão subjetivo que raramente percebido e incorporado, como se presentes nas entrelinhas de todas as novidades que buscamos, curiosidades que matamos, rotinas que sabotamos.

Mas o sabor é tão bom! E é tradicional! No fundo a história se faz de Niltos, de caras persistentes que acreditam na rotina da perfeiçâo, na fidelidade à tradição, na certeza de um sabor que não muda, e hai dele se mudar! Nada de ser sua cobaia Nilto, sei que esse cheese salada é fiel!

13 de jan de 2011

Luna Amaral a Pirigótica

 image by Flávia Melon @ Gorila Café

























Todos sonham em ser livres, em acordar um dia com R$ 200 no bolso e falar "Legal, quero fazer o que der na telha e ser feliz." Foi assim mesmo que a Luna saiu de casa e conquistou sua mais plena liberdade. Pirighotica como ela mesmo diz, e não confundam Pirigothica com Piriguete longe disso, ela é linda, trabalha no Gorila Café nos jardins e seus pais, ex-hippies, tem um loja de artigos exotéricos no centro da cidade.

Curiosos perguntamos: "Mas ex-hippies morando em São Paulo?" Ela completou: "é! Gostaram de ganhar dinheiro".

Luna não tem a menor vergonha em falar de nudez.  E se misturar nudez com moda? ai sim, fica sensacional. A roupa se mistura com o corpo e tudo, em harmonia, se transforma em uma coisa só.

"Vamos todos no secreto" falou ela se referindo aos amigos de trabalho do café.  "Hoje não amanha acordamos cedo e 8 anos a mais faz uma diferença que você não imagina", respondemos.

Ela tem 20 anos, namora, descolada, tem estilo, muda sempre de cabelo, charmosa ... é tudo de bom. Deu até saudades de quando eu, Fábio, era livre assim. E como foi difícil lagar tanta liberdade para amadurecer e aprender mais sobre tudo.

Parabéns Luna, pelo seu brilho e por ser uma fonte de inspiração para esse projeto.
Não imaginávamos que, em uma quarta chuvosa, iriamos encontrar tamanha inspiração. Surpresas de São Paulo, vai ver é por isso que ex-hippies moram aqui. Quem sabe as novas bonecas do seculo XXI, deixem de ser Barbies e venham com esse seu DNA de fábrica? Autenticas, livres, independentes, carinhosas e mulheres de verdade.

Pra quem quer conhecer a Luna Amaral basta encontrar ela no face, desculpem mas ela não tem orkut e nem twitter.